Águas portuguesas “cheias” de barcos solares

São cada vez mais os barcos solares que pululam nas nossas águas, seja em rios, barragens ou até mesmo no mar. Isto porque muitos operadores turísticos e agentes do setor estão a compreender as enormes vantagens dos barcos solares face aos barcos tradicionais.

Passeios em Cascais, no Bugio, no Algarve, no Norte do país, são já muitos os locais onde é possível ver e apreciar a beleza e o serpentear suave dos barcos solares. A enorme economia permitida pela energia solar é um dos fatores que mais tem contribuído para esta mudança.

Porque vemos cada vez mais barcos solares?

Além da economia de combustível, o trajeto suave e extremamente tranquilo é apontado como outra das grandes vantagens dos barcos solares. Nada de trepidação, de solavancos ou de enjoos entre os turistas. Com recurso a este novo meio de transporte, o passeio é uma enorme calmaria.

Depois, há o silêncio. Ah, o silêncio! O que pode ser melhor do que navegar em silêncio e em ampla harmonia com a natureza? Os barcos solares são tão silenciosos que permitem passeios de pesca ou para observação de aves no seu habitat natural.

Uma onda que não para de crescer

Todas estas são boas razões para os operadores turísticos estarem a optar por barcos solares para organizar passeios para os seus clientes. O preço é facilmente e rapidamente amortizável, ao contrário dos barcos tradicionais, que implicam custos significativos em combustível.

Por outro lado, comprar barcos solares é comprar “verde”, é proteger o meio-ambiente e preservar o planeta. E isso é uma vantagem que não tem preço. Ter uma frota de barcos de passeio, que possibilitam navegar quase sem custos e ainda permitem preservar o planeta é de facto uma mão-cheia de vantagens e que dificilmente se consegue igualar.